União Futebol Clube Feminino 2015 - 17 anos. Tecnologia do Blogger.

domingo, 26 de maio de 2013

Alongamento, um bom motivo para se fazer

 Um dos vários assuntos que são essenciais em um sistema regular de atividades físicas e, ao mesmo tempo bastante contraditório no âmbito científico, é aquele que se refere aos alongamentos. Antes sempre ouvíamos de nossos professores de educação física escolar que antes de se iniciar qualquer atividade que demande um gasto energético, o alongamento seria o ponta pé inicial. Com o passar dos tempos, alguns artigos científicos atribuíam ao ato de alongar-se um ineficiência que poderia ser descartada para os parâmetros do treinamento, já que não apresentaria melhoras significativas, muito menos, ao que antes se dizia, prevenia lesões. O fato é que realmente, o alongamento, nos ajuda a melhorar nosso condicionamento, desde que se saiba utilizar esta ferramenta. 

Vamos ressaltar o seguinte: A boa forma física é composta por variáveis múltiplas, que tem como objetivo a contemplação corporal de uma maneia global. Força, potência, agilidade, velocidade, resistência, equilíbrio, coordenação e flexibilidade. Este último como podemos perceber, se encaixa no contexto do alongamento, portanto, torna-se também um componente do bom condicionamento físico. A flexibilidade pode ser esclarecida como a amplitude absoluta de uma determinada articulação, ou seja, quanto mais flexível se é, maior e mais segura será a realização de movimentos articulares. 

A inexistência ou pouca flexibilidade traz perigos para o indivíduo. Com a não prática desta vertente, o músculo tende a encurtar-se, ele diminui o seu tamanho natural, uma vez que nosso organismo utiliza a lei do desuso, se você não utilizar vai perder. Este encurtamento contribui para as dores em articulações e músculos. Além disso, a tensão provocada também ocasiona uma severa perda de força e potência, já que devido à redução de seu tamanho, o mecanismo de contração e relaxamento das fibras musculares fica comprometido. Já existem casos comprovado cientificamente, poucos é verdade, de que esta limitação também influencia na irrigação sanguínea muscular durante o exercício, apenas lembrando que este fator é responsável por levar oxigênio e nutrientes ao musculo que está sendo solicitado. 

Ao passarmos a utilizar a nossa flexibilidade conseguimos obter resultados benéficos para o nosso sistema musculo esquelético. Aumentando a distância que nosso músculos conseguem alcançar, conseguimos uma diminuição na tensão geral intramuscular, isso explica a sensação de relaxamento que se sente ao realizar esses exercícios. Um aumento na força de maneira indireta também se é possível, já que estamos aumentando a distância de contração muscular. Além dos benefícios já mencionados, um programa de flexibilidade pode melhorar a sua postura, desenvolvimento da consciência corporal, Melhora da coordenação, além de estimular a circulação, aumentar a energia e promover o relaxamento.

          A ciência ela vem a público especificar que o alongamento deve ser usado em um programa de melhora de flexibilidade, beneficiando assim uma das vertentes que compõem o bom condicionamento físico. A grande confusão se dá na utilização da ferramenta. O alongamento não deve ser usado como aquecimento, mas sim, também, com uma parte da preparação para o esforço. O alongamento é essencial sim, assim como todos os outros pilares constituintes da capacidade física e desempenho humano. Podemos concluir que o alongamento pode ser realizado, pois só trará benefícios a seu estilo de vida.

José Isídio - Educador Físico - joseisidio1@gmail.com

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Caminhar 3h por semana reduz risco de AVC entre mulheres, diz pesquisa

Foto: Getty Images
Estudo realizado por pesquisadores do Múrcia Regional Health Council, na Espanha, indicou que caminhar três horas por semana ou pelo menos 210 minutos reduz o risco de derrame entre as mulheres. Essas informações foram publicadas pela revista científica "Stroke".

Para chegar a esse resultado, um total de 33 mil homens e mulheres com idade entre 29 e 69 anos foram avaliados sobre a quantidade de atividade física que eles realizaram no período de 1992 e 1996. Depois, os seguiu até 2006 para assim verificar quantas complicações cardiovasculares surgiram.

No final do período de seguimento, os investigadores contabilizaram o número total de acidentes vasculares cerebrais em homens e mulheres, que atingiram 442 participantes. Outras análises mostraram que as mulheres que caminharam mais de três horas por semana tinham 43% menos probabilidade de desenvolver um acidente vascular cerebral em comparação com aquelas que não praticavam nenhuma atividade física.

- A mensagem para a população em geral permanece semelhante. Praticar regularmente uma atividade recreativa moderada é bom para a saúde - afirmou o autor do estudo, José Maria Huerta.

 
Múrcia, Espanha

terça-feira, 14 de maio de 2013

Dicas de alimentação para jogadores de futebol

A alimentação do atleta é muito importante para favorecer o melhor desempenho esportivo e evitar carências nutricionais. Com uma alimentação equilibrada, pode-se melhorar os depósitos de energia, reduzir as doenças, reduzir o cansaço, aumentar o tempo de atividade do atleta, recuperar os músculos depois do treino e melhorar a saúde geral.

Para isso, a dieta deve ser equilibrada, ter qualidade, variedade e moderação. Por isso, é importante conhecer os alimentos para saber em que eles podem ajudar ou prejudicar no desempenho esportivo.

CARBOIDRATOS: São considerados nutrientes energéticos, pois têm como função o fornecimento de energia necessária para o corpo realizar atividades como: andar, trabalhar, estudar, correr, jogar futebol e outras. São encontrados em alimentos como: pães, massas (sem molhos gordurosos), arroz, batata, frutas, aipim, cereais, etc.  

PROTEÍNAS:
São consideradas nutrientes construtores, pois constroem e reparam músculos, tecidos, células, produzem anticorpos (para combater doenças e infecções), enzimas e hormônios (que regulam funções do corpo). Suas fontes são: carnes, ovos, leite e derivados, feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, nozes, castanha, etc.

GORDURAS: Também fornecem grande quantidade de energia, mas suas principais funções são: auxiliar na absorção de vitaminas lipossolúveis (A, D, E e K), fornecer saciedade ao organismo, produzir hormônios, proteger e isolar órgãos e tecidos. 

Existem 2 tipos de gorduras: as saturadas, que são encontradas em produtos de origem animal (carnes, manteiga, creme de leite, requeijão) ou origem vegetal sólidos (gordura vegetal hidrogenada, presente, por exemplo, em sorvetes, bolachas recheadas, bolos, salgadinhos, batata frita, pipocas – esta faz mal a saúde e deve ser evitada); e as insaturadas, que são mais saudáveis e são encontrados na forma líquida como os óleos de canola, soja, oliva, de milho e girassol.

Atenção: possuem absorção demorada e devem ser consumidos com moderação, para não prejudicar o desempenho do jogador.
 
VITAMINAS E MINERAIS: São os elementos reguladores, importantes por participarem do funcionamento intestinal, digestão, circulação sanguínea e sistema imunológico (sistema de defesa contra doenças). São necessárias para o crescimento normal e manutenção da vida.
As vitaminas e minerais são obtidos através da ingestão diária de uma variedade de frutas, verduras e legumes. Se o atleta  tiver problemas com a ingestão de frutas e verduras, terá problemas com o aporte adequado de vitaminas e minerais. O ideal é selecionar no mínimo 3 cores diferentes de salada (ex: laranja-cenoura, vermelho-tomate, verde-alface).
 
ÁGUA: A água, juntamente com o oxigênio, é o constituinte mais importante para a manutenção da vida. Portanto, a quantidade de água perdida através da urina, fezes, suor e ar expirado deve ser reposta para manter a saúde e a eficiência do organismo na digestão, absorção, circulação e excreção. Recomendação para atletas: 10 a 12 copos ou mais.

Antes do treino:

As grandes refeições (almoço e janta) devem ser realizadas até 4 horas antes do treino, para que possa se fazer total digestão. Esta refeição deve ser rica em carboidratos (arroz, macarrão, aipim, batata, farinhas, legumes, etc.), com pouca proteína (carnes magras, preferindo frango ou peixe, feijão, soja, ervilha, lentilha, leite e derivados,...) e com muito pouco ou sem gordura (óleo de soja, azeite, azeitona, creme de leite, maionese, etc). 

As pequenas refeições (lanches) devem ser realizadas entre 2 a 1 hora antes do treino ou jogo. Este lanche deve ser rico em carboidratos (com pães, biscoitos, barras de cereal, frutas, sucos, bolo, etc), com muito pouco de proteína (requeijão, queijos, frios, carnes, etc) e sem gordura. A água também deve ser consumida durante o período que antecede o treino ou a partida.

Durante o treino:

Para os jogadores terem sucesso em campo, a hidratação deve ser feita periodicamente durante a partida. Podem ser usadas bebidas isotônicas e principalmente água.

Depois do treino:
 
Logo após o treino (ou a partida), os estoques de carboidratos devem ser repostos, para que a energia perdida seja recuperada. Os minerais e as vitaminas também precisam ser consumidos, pois previnem lesões, reduzem a fadiga do pós treino e melhoram o sistema imunológico; para isto, frutas e suco de frutas são ótimas opções.

A ingestão de proteína, neste momento, também é importante, pois é o nutriente responsável pela reestruturação da massa muscular que pode ficar comprometida durante o treinamento ou jogo intenso.

Ótimas opções de proteínas são: iogurtes, carnes magras, leite, queijos magros (ricota, queijo branco, minas ou lights), presunto magro ou peito de peru, ovos, feijão, lentilha, ervilha, grão de bico, soja, barrinha de proteínas e etc. E para finalizar, mais uma vez, a água não pode faltar.

Fonte: Só Nutrição

domingo, 12 de maio de 2013

Parabéns para todas as mães

A melhor maneira de descrever o amor de mãe é através da soma de tudo de bom que existe na vida com o melhor que podemos oferecer às pessoas que amamos.

Ser mãe é viver em prol dos filhos e da família, é ser incondicional em seu amor.
Ser mãe é manifestar todos os dias a glória de Deus que guia e orienta os filhos na longa jornada da vida.


Parabéns para todas as MÃES do União Feminino de Samambaia: Lea, Lila, Cleide, Shirley, Lidy, Lili, Fernanda, Náide, Raquel, Edilâine e Rubiana. 

Luciano Silva
UFCF 2013 - 15 anos

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Parabéns Laudiceia

Foto: Luciano Silva


Neste mês de MAIO, a atleta LAUDICEIA SALES DA SILVA tem comemoração em dose dupla, hoje (2), Ela comemora mais um aniversário e no dia 17.05, fará 2 anos que a atleta faz parte da família União Feminino de Samambaia. Ela que veste a camisa 7 da equipe, já participou de 15 jogos e fez 7 gols.

Seja muito feliz em sua vida, em sua jornada, deixando sempre permanecer em sua índole este caráter maravilhoso e diferente, que te faz admiravelmente uma pessoa estimada.” Parabéns! Do Presidente do UFCF, Luciano Silva.

Da redação, Luciano Silva
UFCF 2013 - 15 anos
 

TWITTER: @lucianosilvapb

Deixe seu recado

Mensagem da Semana

"A PRÁTICA DE EXÉRCÍCIOS FÍSICO DEVE SER ENCARADA COMO UM INVESTIMENTO E NÃO COMO UM SACRIFÍCIO."